A colheita é agora!

:Resultado de imagem para imagem do senhor colhendo

Jesus disse:

“Vocês não dizem: ‘Daqui a quatro meses haverá a colheita’?

Eu lhes digo: Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita.” João 4: 35

No post anterior cujo título é “Estudo bíblico pela visão do Núcleo” publicado em http://nucleu.com/2015/07/18/estudo-biblico-pela-visao-no-nucleo/ está escrito:

“… podemos apreender o universo que se apresenta a nós com nossa visão ou percepção mental ou com nossa visão ou percepção consciencial. Nosso propósito nesse estudo bíblico é enfocarmos a visão ou percepção consciencial.”

“… a leitura do ponto de vista mental nos dará um enfoque temporal da mensagem divina, ou seja, uma visão de que as coisas acontecem apenas como a mente concebe a realidade, numa percepção de passado/presente/futuro. Por outro lado, a leitura “consciencial” da mesma mensagem divina nos possibilita uma visão “atemporal”, na qual tudo existe num “eterno presente” 

“Se por um lado podemos perceber algo pela mente ou pela Consciência aquilo que vemos como sendo a realidade que surge diante de nós é completamente diferente! Isto porque o que percebemos com a mente é a realidade aparente… Mas o que vemos com a Consciência é real.”

Na passagem acima citada Jesus está ensinando e ressaltando a diferença entre o que vemos a partir da percepção ou visão mental e o que podemos ver a partir da percepção ou visão consciencial.

É como se Jesus, que a tudo percebe consciencialmente, dissesse: “Vocês,  todos os que estão percebendo apenas mentalmente, não dizem: ‘Daqui a quatro meses [ou seja, somente no futuro] haverá a colheita’?

E desfrutando o que percebe consciencialmente, é como se Jesus nos dissesse: Abram os olhos [os olhos da visão consciencial] e vejam os campos! [olhem para a realidade que se desvela a sua frente a partir dessa visão consciencial] Eles estão maduros para a colheita [eles já estão maduros, agora!] .” João 4: 35

E Jesus prosseguiu ensinando que:

“Aquele que colhe já recebe o seu salário e colhe fruto para a vida eterna, de forma que se alegram juntos o que semeia e o que colhe.”

Em outras palavras Jesus está compartilhando a percepção de que para que seja possível colher agora é imprescindível “abrir os olhos” da Consciência e ver que os campos já estão maduros!

Notem que a “visão da Consciência” já está aberta para todos os que se voltam para ela, pois a visão de Jesus, que está sendo revelada por ele mesmo, é a verdadeira visão, é a visão que desvela o real, é a própria percepção do Cristo que Vive em nós, é a Verdade!

Assim, a colheita, ou seja, a percepção que nos faculta desfrutar a graça divina, que está diante de nós e que já foi semeada, só é possível para os que escolhem ver em unidade com o semeador, com  a visão que o semeador – o Cristo em nós – está revelando!

Por isso Jesus diz: “Aquele que colhe [ aquele que colhe agora; aquele que escolhe perceber consciencialmente ] já recebe o seu salário [já desfruta o que percebe; já desfruta a graça, aquilo que foi semeado pelo semeador, o ensinamento, a forma de ver consciencialmente as obras de Deus] e colhe fruto para a vida eterna [colhe, ou seja, desfruta essa visão atemporal da realidade divina, do eterno presente] de forma que se alegram juntos o que semeia e o que colhe [de forma que se alegram juntos, ou seja, de forma que percebem, desfrutam e compartilham em unidade a mesma percepção atemporal da gloria de Deus], portanto, conclui Jesus dizendo: Assim é verdadeiro o ditado: ‘Um semeia, e outro colhe’.
Deus é o semeador, aquele que semeia a percepção consciencial, e os que colhem são os que percebem e agem conforme a percepção divina, a percepção atemporal, consciencial, que já foi semeada pelo semeador divino.

Dando ênfase a importância da ação que resulta dessa percepção Jesus nos inclui em sua ação, em sua obra divina, e faz um convite ao desfrute dessa percepção que nos compartilha [desfrute que se dá através da nossa ação], revelando:

“Eu os enviei para colherem o que vocês não cultivaram. Outros realizaram o trabalho árduo, e vocês vieram a usufruir do trabalho deles”.

“Eu [ou seja, o Semeador] os enviei para colherem [para desfrutarem da percepção consciencial já semeada] que vocês não cultivaram [pois foi semeada por Deus]. Outros realizaram o trabalho árduo [Deus é o próprio Semeador, que aparece como outros], e vocês vieram a usufruir do trabalho deles” [vocês, ou seja, todos os que escolhem usufruir, ver conforme a percepção ou visão que já foi semeada]; não conforme a visão que diz: ‘Daqui a quatro meses haverá a colheita’, mas sim conforme a visão pela qual Jesus já nos disse: “Eu lhes digo: Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita.” João 4: 35

Assim seja percebido e desfrutado por todos, pois, a Colheita é Agora!

A paz seja com todos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s